Cuidando da sua pele/ Problemas de pele

Como você já deve saber, a gravidez pode causar alguns problemas na sua pele. Embora algumas mulheres brilhem positivamente durante os nove meses, outras têm problemas com o surgimento de eczemas, um problema de pele seca e/ou acne, problema de pele oleosa que causa cravos, espinhas e manchas, e eles não desaparecem da noite para o dia quando você dá à luz.

A gota d’água pode ser notar estrias vermelhas vívidas em sua barriga pela primeira vez. A maioria desses problemas acabará melhorando, mas aqui está nosso guia para de como lidar com eles.

Estrias

O que são? Oito em cada dez mulheres têm estrias (o nome médico é estria gravídica) durante a gravidez devido às alterações hormonais e à distensão da pele. A distensão rápida faz com que camadas mais profundas da pele se tornem visíveis como uma linha vermelha/roxa. Os riscos estreitos normalmente aparecem na barriga, coxas e mamas. Elas podem parecer bastante chocantes quando você as percebe pela primeira vez, já que, para começo de conversa, eles têm uma cor vermelha arroxeada vívida.

A boa notícia é que eles clareiam para uma cor roxa clara ou branca, embora isso possa demorar anos.

Prevenção: As estrias na gravidez são causadas pela distensão da pele devido ao rápido ganho de peso e às alterações hormonais. O componente genético também é muito importante para o surgimento delas. Não há uma forma garantida de preveni-las, embora ter uma dieta balanceada para ganhar peso de modo consistente possa ajudar. Além disso, a utilização de cremes hidratantes específicos também auxiliam.

Que tratamento posso fazer? Tratamentos incluem terapias feitas no consultório médico, como peelings e Lasers. O médico dermatologista também pode prescrever cremes específicos para suavizar as estrias.

Eczema/Pele Seca

O que é? Eczema de pele seca (também conhecido como dermatite de modo geral) é um problema de pele que causa secura e coceira, e pode provocar a formação de rachaduras na pele. A coceira pode fazer com que você arranhe a pele e provoque mais inflamação e irritação. Muitas mulheres apresentam uma piora dos sinais e sintomas durante a gravidez, embora, em alguns casos, eles possam melhorar.

Que tratamento posso fazer? Seu médico pode prescrever cremes emolientes para aliviar os sintomas, que ajudam a minimizar os sinais e sintomas e a acalmar a coceira. Cremes à base de esteroides podem ser usados como tratamento de curto prazo para controlar as erupções e ajudar a reduzir a inflamação, usados sempre com o acompanhamento médico. Evite o máximo possível xampus e sabonetes líquidos muito perfumados, que podem piorar a condição da pele.

Acne

O que é? A acne é uma doença de pele comum com aparecimento de cravos, espinhas e manchas, que a maioria de nós tem em algum momento da vida. Geralmente, ela começa na puberdade, mas também pode afetar adultos e poderá surgir na gravidez, por conta das alterações hormonais. As pessoas com acne têm glândulas sebáceas (produtoras de gordura) que são especialmente sensíveis a um hormônio chamado testosterona, que está presente na corrente sanguínea de homens e mulheres.

Que tratamento posso fazer?

  • Produtos vendidos sem prescrição médica: Você pode usar cremes, géis e produtos de limpeza para limpar a pele e acalmar a inflamação. Sempre com a orientação do seu médico, pois existem alguns produtos que não devem ser usados durante a gravidez e amamentação.
  •  Tratamentos sob prescrição: Tratamentos mais fortes estão disponíveis sob prescrição médica, como a isotretinoína, mas ele não será adequado se você estiver amamentando ou não estiver usando anticoncepcionais, já que estudos sugerem que ele poderá prejudicar os fetos.
  •  Pílula anticoncepcional: depois que você tiver parado de amamentar, poderá considerar a pílula anticoncepcional oral, já que alguns tipos também melhoram os sinais da acne. Elas funcionam ao reduzir oleosidade produzida pelas glândulas sebáceas.
  • Reduza o açúcar e os laticínios: uma análise de 2013 de 50 anos de estudos realizada pela Universidade de Nova York descobriu que ingerir alimentos com um alto índice glicêmico (açúcares e carboidratos simples) e beber leite não só agravava a acne, mas também, em alguns casos, a provocava. Ainda assim, este assunto é muito controverso na literatura médica.

Melasma

O que é? Também chamado de máscara gravídica ou cloasma. São áreas de pele mais escuras que aparecem no rosto e pescoço durante a gravidez devido a um aumento nos níveis de estrogênio e estimulam o pigmento da pele.

Que tratamento posso fazer? Ele normalmente desaparece sozinho em alguns meses, então tenha paciência. Uso de filtro solar de ampla proteção (amplo espectro UVA e UVB) é muito importante para evitar a piora da mancha. Cremes de camuflagem cosmética disponíveis nas farmácias também podem ajudar a disfarçar o melasma. Se ele persistir e estiver lhe incomodando, um dermatologista poderá prescrever cremes clareadores para a pele, peelings químicos ou outro tratamento disponível.

Outros problemas de pele:

  • Varizes Estas veias vermelhas parecidas com um emaranhado fino são conhecidas como varizes e podem desaparecer depois do parto.
  • Olheiras: As causas de curto prazo poderão incluir tensão, falta de sono e desidratação. Tudo isso é facilmente corrigido com sono, relaxamento e bastante líquido

Linha Nigra: É a linha escura que às vezes aparece na barriga durante a gravidez. Ela desaparecerá em algumas semanas.

História De Mãe

Na minha adolescência, tinha acne, manchas, cravos e espinhas, mas, de repente, voltaram a surgir na minha gravidez e fiquei arrasada com as várias manchas grandes no dia que dei à luz. Felizmente, os cremes para manchas as secaram e consegui cobri-las com corretivo. Também tive muitas estrias – riscos vermelhos vívidos – na minha barriga e nos meus seios. A acne desapareceu sozinha e as estrias esmaeceram gradualmente para uma cor roxo claro. Elas ainda estão lá, mas muito menos vívidas. Acho que hidratá-las realmente ajudou.

Elliee, mamãe de Iris, nove meses.


Referências

  1. www.nhs.uk/Conditions/Stretch-marks/
  2. http://www.nhs.uk/Conditions/ 
  3. http://www.bad.org.uk/