Suas mamas precisarão de cuidados extras quando você estiver amamentando, principalmente nos primeiros dias e semanas em que ainda estiver pegando o jeito.

Amamentar nem sempre é fácil nos primeiros dias – suas mamas poderão vazar entre as mamadas, seus mamilos poderão ficar doloridos e rachados, e há inclusive o risco de ocorrer uma obstrução do duto do leite ou uma infecção dolorosa.

Contudo, a maioria desses problemas é apenas temporária, então aguente. Aqui estão algumas dicas e orientações úteis para lidar com alguns dos problemas mais comuns.

Superando o ingurgitamento

Parece assustador, mas é somente o termo médico para as mamas que ficam de um tamanho enorme quando o leite sai pela primeira vez – normalmente alguns dias depois do parto. Isso é provocado por um aumento no fluxo sanguíneo para as mamas e pode fazer com que elas inchem, endureçam e doam. Também pode ocorrer posteriormente, se você perder algumas mamadas e o leite acumular.

A boa notícia é que o ingurgitamento geralmente dura de 1 a 2 dias e pode ser aliviado ao:

  • Dar de mamar ao bebê com frequência quando ele quiser: certifique-se de que o bebê está encaixado corretamente para que ele possa sugar o leite dos seus seios.
  • Massagear as mamas enquanto o bebê estiver mamando: isso fará com que o leite flua e aliviará o inchaço.
  • Usar uma bomba tira-leite: se o bebê não estiver sugando leite o suficiente para aliviar seu desconforto, você poderá tentar usar uma bomba tira-leite, disponível para compra em farmácias, ou poderá tirar o leite manualmente (peça ao médico ou enfermeira para mostrar como se faz).
  • Tomar analgésicos: se você estiver sentindo muita dor e desconforto, tente tomar uma analgésico orientado pelo seu médico, mas não exceda a dosagem.

Lidando com mamas que vazam

É constrangedor quando você está em público e, de repente, sente o reflexo de “ejeção” formigando em seu mamilo e o leite ensopando sua camiseta – mas você pode aprender a lidar com isso.

  • Use protetores para mamas dentro do seu sutiã para amamentação: Há protetores laváveis ou descartáveis, e eles podem absorver o leite que começa a vazar dos mamilos. Troque-os com frequência para evitar o risco de infecção.
  • Evite usar camisetas apertadas de cores lisas: Elas mostrarão mais os vazamentos de leite do que blusas estampadas mais soltas.
  • Use conchas para mamas: São conchas de plástico que você pode esterilizar e usar para coletar o vazamento de leite de uma mama quando estiver amamentando com a outra. Você pode manter o leite que coletou na geladeira em uma mamadeira esterilizada ou congelar em uma fôrma de gelo esterilizada para usar posteriormente.
  • Ofereça as duas mamas para o bebê mamar: o leite às vezes vaza de uma mama entre as mamadas se você não o tiver esvaziado durante a amamentação, então tente adquirir o hábito de incentivar o bebê a mamar nas duas mamas.
  • Pressione seu mamilo com o braço para diminuir o reflexo de ejeção: algumas mães dizem que pressionar o braço contra o tórax quando têm a sensação de formigamento da ejeção pode interromper o fluxo de leite.

Descobrindo a causa da dor nas mamas

Em geral, amamentar não deve ser doloroso. Se você estiver sentindo dor, isso normalmente é um sinal de que o bebê não está na posição correta de amamentação, que os dutos de leite estão obstruídos ou há mastite, ou que você desenvolveu uma infecção bacteriana no mamilo. Você pode ler mais sobre esses problemas e como lidar com eles aqui

História De Mãe

Minhas mamas ficaram ingurgitadas quatro dias após o parto. Elas ficaram enormes, vermelhas e doloridas, e eu vivia chorando porque era muito desconfortável. Consegui superar isso incentivando minha bebê a mamar com frequência, apesar de, em certo momento, minha mama estar tão dura que foi difícil encaixá-la. Era um alívio quando usava a bomba tira-leite e também quando tirava o leite manualmente durante o banho quente.